Existe Tratamento Natural para a Ejaculação Precoce?

Antes de sair por aí experimentando cremes, comprando preservativos retardantes e até mesmo apelando para cirurgias, que tal dar uma olhada no que os tratamentos naturais podem te oferecer?

Sim, eles existem e são utilizados desde a antiguidade em várias partes do mundo. Quando não havia aquela onda de farmácias em cada esquina por onde você passa, só restava apelar para as plantas, ervas, ou seja, ao tratamento natural. 

 

O QUE EU POSSO UTILIZAR COMO TRATAMENTO NATURAL?

Essa é uma ótima pergunta. Existem pessoas que saem por aí pegando folhas e mais folhas, ervas desconhecidas, pensando que apenas pelo fato de ser natural não vai fazer mal. É preciso tomar cuidado com essas coisas.

Então, atenha-se àquilo que já tenha um histórico de ajudar pessoas com patologias como a sua. A primeira que eu vou comentar é a Tribulus Terrestris, um dos tratamentos mais peculiares.

Esta é uma erva daninha, isso mesmo, daninha, que vive em áreas quentes do planeta. Ela se espalhou pelo sul da Europa e da Ásia, assim como pela Austrália e a África.

Já pensou, você tratando ejaculação precoce com erva daninha? Pois é. Um dos efeitos mais notáveis da erva é o vigor físico que ela proporciona. Consequentemente, o vigor sexual se sobressai, sendo esta a sua utilidade mais famosa.

Ela faz com que os vasos sanguíneos dilatem-se e com isso o tempo da ereção se prolongue, proporcionando o mesmo efeito que o Viagra dá, só que de uma forma natural.

Mas, contudo, os estudos, ou a falta deles, sobre a planta são confusos. Se ouve falar que há uma contraindicação para hipertensos, embora nos tempos antigos a erva era usada para problemas cardiovasculares.

Outro exemplo de tratamento é com a serenoa serrulata, uma planta originária do México e da região sul dos Estados Unidos. Ela era usada pelos nativos daquela região e, felizmente, a sua utilização não se dissipou com a redução demográfica da etnia.

Hoje em dia ela é usada em todo o mundo e possui uma série de benefícios. Além de te ajudar a demorar no sexo, também te impede de ficar impotente, algo que é o grande medo da maioria dos homens que estão chegando na casa dos 40 anos de idade.

Por fim, temos a Liriosma Ovata, que fica aqui mesmo no Brasil, na região amazônica. É chamada popularmente de marapuama e ajuda bastante a resolver problemas sexuais.

O bom de todos esses tratamentos é que eles se baseiam em uma premissa simples: mais vigor físico, dilatação dos vasos sanguíneos, o que gera mais libido e proporciona uma ereção mais prolongadaretardando assim a ejaculação.

Uma fórmula bastante simples que vai agindo no organismo do homem, trazendo resultados que todos querem obter. Mas, e os efeitos colaterais?

EVITANDO PROBLEMAS MAIORES QUE A EJACULAÇÃO PRECOCE

homem e mulher

Sim, existe um porém nisso tudo. São poucos os estudos que comprovam a eficácia do uso dessas plantas. E, junto a isso, nós temos o falatório no boca a boca mesmo que ajuda a disseminar análises sobre a utilização desses remédios naturais.

Por exemplo, a Tribulus Terrestris também é usada como laxante, o que pode ser muito desconfortável para quem quer apenas demorar mais um tempinho no sexo.

Mas, como pode ser notado, tudo isso é apenas uma convenção cultural antiga dos lugares de onde a planta/erva é oriunda.

Já a marapuama passou por um estudo em 1990 pelo Institute of Sexology in Paris, onde 262 homens com uma disfunção sexual foram utilizados. 62% deles apresentaram um quadro melhor no que se refere a libido.

Porém, muitos falam sobre esse estudo realizado na França e até mesmo fornecem dados que não podem ser comprovados, assim como a pesquisa. Não há nada oficial, pelo menos até agora.

Isso realça ainda mais a incerteza dos tratamentos naturais. Eles existem? Sim. Mas se são confiáveis ou dão certo, já é outra história.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *