Ejaculação Precoce: o que é e qual a solução definitiva?

Se tudo o que está procurando por aqui é um conceito do que é Ejaculação Precoce,  você terá. Porém, eu quero ir bem mais além e fazer uma análise mais crítica de forma que você entenda o que é e o que parece mas não é.

Existem muitas definições diferentes sobre Ejaculação Precoce, mas há controvérsias!

Existem muitas definições diferentes e muitas discussões sobre o conceito correto do que é ejaculação precoce. A mais comum, define a Ejaculação Precoce como uma incapacidade do indivíduo para controlar a ejaculação, com ereção e penetração, durante tempo suficiente para proporcionar prazer à parceira. Mas há controvérsias!

Não se pode dizer, por exemplo, que a Ejaculação Precoce é uma doença, ainda que usemos o termo “curar”, ou que a questão seja tratada por médicos, psicólogos e fisioterapeutas. Em alguns casos, entretanto, ela pode ser um sintoma de uma doença física de ordem urológica ou uma disfunção hormonal. Também não se pode afirmar que a Ejaculação Precoce seja algo que você tem ou não tem – como propõe Matt Gorden – Trata-se, segundo ele, de uma questão de opinião que pode mudar conforme o cenário.

Depende do ponto de vista!

Senão vejamos.

O Dr. Marcel D. Waldinger em seu louvável estudo, apresenta-nos o documento: “History of Premature Ejaculation”, onde diz que, a Ejaculação Precoce é percebida de diferentes formas por indivíduos, populações e culturas. Segundo ele, há homens e mulheres que lidam muito bem com a ejaculação rápida sem achar que é um grande problema. Mas, para outros homens e suas parceiras sexuais, a ejaculação rápida pode tornar-se um problema psicológico com distúrbios emocionais e efeitos negativos no relacionamento.

Quase 20% das pessoas que se cadastram no site www.debemcomtudo.com.br em busca de informações são mulheres. Chamou-me a atenção um relato de uma delas que disse não se importar muito com o problema do seu marido, pois ele sempre consegue satisfazê-la de outras formas após a ejaculação. Mas, mesmo assim, ela sentiu a necessidade de buscar uma solução, pois percebe o quanto ele fica abatido com essa situação.

Proporcionar prazer à mulher não é algo que dependa exclusivamente de um parceiro. Existem mulheres que só conseguem ter orgasmo por meio de estímulo no clitóris, não conseguindo chegar ao clímax apenas com a penetração. Neste caso, o homem pode controlar a ejaculação por um longo período sem que ela atinja o orgasmo.

Pode-se dizer que isso é um caso clássico de ejaculação precoce? É claro que não.

Existem situações em que o homem fica muito tempo sem ter relações sexuais, e na primeira oportunidade em que volta a se relacionar sexualmente acaba ejaculando mais rápido do que desejaria sem a mínima condição de se controlar. Durante um longo período de abstinência, pode inclusive ocorrer uma polução noturna (ejaculação involuntária durante o período do sono). Isso acontece devido a uma grande energia sexual contida ou reprimida.

Ora, a polução noturna é normal, saudável e não tem qualquer relação com a Ejaculação Precoce. Esse mesmo acúmulo de energia sexual é o que torna o controle da ejaculação muito mais difícil depois de um período maior de abstinência, existindo ou não problemas de Ejaculação Precoce.

Por outro lado, existem mulheres que conseguem atingir o orgasmo com mais facilidade do que outras. Essa característica que as diferencia também pode fazer com que o homem consiga satisfazer umas mulheres e outras nem tanto. A facilidade de uma mulher chegar ao orgasmo também está ligada a muitos fatores físicos, hormonais, emocionais, culturais e até mesmo situacionais, geralmente, alheios ao homem.

É por isso que não se pode sucumbir à tentação de contabilizar de forma absoluta a quantidade de penetrações ou de minutos com o pênis ereto para se estabelecer se é um caso de ejaculação precoce ou não. Essa forma, porém, ainda é muito usada como parâmetro para identificar graus de severidade da Ejaculação Precoce devido à sua objetividade.

Acredite: É também uma questão de educação!

Esse tipo de conhecimento deveria ser oferecido aos jovens e adolescentes, de forma muito responsável tanto pelos pais quanto pelos professores, e até mesmo a Igreja, devido ao grande impacto que o sexo, e a forma como o vemos está relacionado com todas as etapas da nossa vida.

É muito comum um jovem, naturalmente programado para usufruir do sexo como uma dádiva da vida, ejacular rapidamente, antes mesmo de desejar isso. Por falta de conhecimento, ele entrará em estado de angústia e ansiedade, questionando sobre sua capacidade de prolongar a relação sexual.

Pronto! Isso pode ser o suficiente para torná-lo um potencial “ejaculador precoce”.

Esta falta de conhecimento é meramente uma questão de educação e de omissão de conhecimento, por preconceito ou tabu. Mas, se essa dificuldade em se controlar é algo que se manifesta em todo tipo de situação, gerando insatisfação para você e sua parceira, então, significa dizer que, tem alguma coisa interferindo nessa questão que precisa ser corrigida.

Quando buscar ajuda?

Talvez você não saiba, mas existem casos em que a ejaculação ocorre com um simples toque no pênis, antes mesmo da penetração. Ainda assim, não se pode dizer que é um problema se isso acontece depois de um longo período de abstinência ou depois de uma longa preliminar. Entretanto, se a ejaculação ocorrer antes do seu desejo, mesmo quando a situação deveria ser favorável a um melhor controle, então é preciso buscar ajuda.

No curto prazo a Ejaculação Precoce pode gerar para o homem uma série incontável de sentimentos negativos inter-relacionados entre si: vergonha, constrangimento, frustração, ansiedade, insegurança, problemas de estima e na autoconfiança.

Esses sentimentos acabam alimentando…

…o ciclo desfavorável: desempenho ruim gera sentimentos ruins que geram…

Quanto mais o tempo passa mais forte o ciclo tende a ficar.

No longo prazo pode até desencadear problemas de ereção ou perda do desejo sexual. Isso acontece porque a pessoa pode desenvolver uma associação inconsciente de sexo com os sentimentos ruins levando o cérebro evitar esse sofrimento. Isso vai ficar mais claro na medida em que formos tratar do nosso principal órgão sexual: o cérebro. Esse será o assunto de um outro post que colocarei aqui em breve.

Mas não se preocupe! Esse ciclo pode e deve ser revertido. Mas como fazer isso?

É preciso quebrar o ciclo e substituí-lo por outro favorável.

Para isso é preciso interferir em pelo menos uma das duas pontas do ciclo: ou melhoramos o sentimentos ou melhoramos o desempenho.

Para que o novo ciclo ganhe força e se torne algo natural e automático é preciso haver uma repetição, uma constância com esforço consciente. Porém, não é raro alguns homens reverterem imediatamente, de uma hora para outra. O próprio ciclo desfavorável também foi gerado repentinamente em muitos casos.

Se você quiser eu posso te ensinar tudo isso! Assista este vídeo do início ao fim e veja como eu, um rapaz comum venci definitivamente a ejaculação precoce… e como eu posso te ajudar.

Recapitulando:

Existem muitas definições sobre o que é Ejaculação Precoce. Uma das mais divulgadas define como uma incapacidade do indivíduo para controlar a ejaculação, com ereção e penetração, durante tempo suficiente para proporcionar prazer à parceira.

Mas precisamos ponderar que a satisfação sexual da parceira não é algo que depende exclusivamente do homem. Além disso, um certo desempenho pode ser visto como bom ou ruim dependendo da situação e do ponto de vista tanto do homem quanto da mulher.

Essa percepção pode trazer consequências ruins para o homem ou para o casal no curto, médio e longo prazo, alimentando um ciclo desfavorável que acaba por aprofundar o problema.

A solução neste caso é quebrar o ciclo desfavorável e substituí-lo por um ciclo favorável. Para isso é preciso interferir de forma constante e sistemática em pelo menos um dos lados, ou seja, melhorando o desempenho sexual e/ou os sentimentos ruins.

6 Comentários

  1. Paulo

    Ola,

    Li o seu ebook e no entanto eu fiquei confuso, porque algumas informações me parecem contraditórias. Por exemplo:

    “_______
    Vou repetir para garantir que você assimile a importância dessa informação: durante a relação sexual você deve manter os músculos perineais (PC e RA) relaxados. Alguns movimentos reflexos são normais mediante o estímulo do pênis, mas também podem ser diminuídos com o treino.

    Ao relaxar você poderá perceber a diminuição da excitação e poderá usar isso como uma forma de reduzir o avanço para o ponto sem retorno. Inicialmente você poderá notar até mesmo uma redução da ereção, mas com o tempo você saberá dosar de modo a manter o equilíbrio entre relaxamento e ereção.
    ______”

    O que eu já observei em mim bate com essa descrição — quando esse músculo fica muito contraído (involuntariamente) por causa da excitação, a ejaculação acaba vindo muito rápido.

    Aí no final você dá um exercicio de etapas progressivas que consiste em ficar contraindo esse músculo. Então a minha pergunta é:
    – Como ficar contraindo o músculo vai ajudar, se quanto mais ele ficar contraído, pior para o controle da ejaculação? Em outras palavras, sendo o objetivo deixar o músculo relaxado, ficar contraindo o músculo me parece ter o efeito oposto.

    Responder
    1. Anderson Lumo

      Olá Paulo!

      Seu comentário é muito pertinente. E sua dúvida pode ser a de muitos outros leitores.

      O processo de contração serve para fortalecer seu músculo PC.
      Só vamos ter o controle do músculo PC se ele estiver fortalecido, e o fortalecimento requer várias contrações.

      Contudo, no momento das relações sexuais, você deve relaxar o seu músculo PC. Porém, para você conseguir relaxar o PC durante a penetração é preciso que ele esteja fortalecido e esse fortalecimento ocorre por meio de contrações.

      Resumindo:

      – Fortalecimento = contração
      – Relação sexual = relaxamento

      Abraços,

      Responder
  2. roger

    Ola, queria saber quais são as técnicas usadas e quantas são ao total?

    Responder

  3. Tenho 40 anos, tenho ejaculação precoce primária, sem controle, mesmo tomando antidepressivos(pondera)! Minha esposa nunca teve um orgasmo comigo. O QUE FAZER?!

    Responder
    1. Anderson Lumo

      Olá Decio!

      Recomendo que você comece lendo os artigos da seção dúvidas frequentes. Você poderá obter as respostas para grande parte das dúvidas que os homens tem a respeito da ejaculação precoce. E com base nisso, você pode escolher um tratamento seguro.

      Aqui está o link: http://debemcomtudo.com.br/duvidas-frequentes/

      Abraços,

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *