3 Técnicas que NÃO Funcionam no Controle da Ejaculação

Na tentativa de superar o problema da ejaculação precoce, muitos homens acabam recorrendo a métodos e alternativas que nem sempre trazem resultados consistentes. Muitos destes “segredinhos” estão amparados no senso comum, no achismo ou na pura tentativa e erro. Mas, apesar de saber que existem muitas práticas ineficazes, os homens persistem em tentar estas técnicas na esperança de obter o controle da ejaculação e solucionar o problema de maneira definitiva.

Neste artigo eu vou tratar de algumas técnicas que os homens utilizam, mas que NÃO funcionam para tratar a ejaculação precoce. Meu objetivo é fazer com que você não perca tempo com “furadas” e possa focar naquilo que realmente traz resultados. Está pronto? Então vamos lá!

1. TIRAR O FOCO DA RELAÇÃO SEXUAL

Casal, cartão vermelho
Cartão vermelho para quem tira o foco da relação.

Um conselho muito popular relacionado a ejaculação precoce é sugerir que no momento da relação sexual o homem tire o foco de sua parceira e das sensações oriundas do sexo.

Qual a razão deste conselho?

Com o decorrer do tempo formou-se o mito de que a causa suprema da ejaculação precoce era a ansiedade. Então, se o problema é a ansiedade a solução é evitar que o homem fique ansioso no momento do ato sexual, e para que isso ocorra é só desviar a atenção. O pensamento é mais ou menos esse: se o problema dele é a ansiedade por que vai se relacionar sexualmente, então é preciso que ele pense em outra coisa para esquecer o sexo, consequentemente a ejaculação precoce não surgirá, correto? Errado!

Como já falei diversas vezes aqui no blog. Não existe uma resposta única para a ejaculação precoce, o problema pode estar sim relacionado a ansiedade, mas isso não exclui as outras causas, que podem ser: psicológicas, emocionais ou fisiológicas.

Não adiante mudar de pensamento e acreditar que a ejaculação não virá. Por mais que seu foco esteja em algo desestimulante, a ejaculação e o sexo é um processo físico. Não dá para acreditar que é só esquecer o sexo que a ejaculação retardará.

Além desta técnica não funcionar pelas razões apresentadas acima, o sexo é um momento íntimo de prazer, entrega e envolvimento. Tirar o foco do sexo é o mesmo que assistir uma partida de futebol de olhos fechados. Você estará presente, mas sem dar atenção ao que estará acontecendo.

Pensar em algo desestimulante não é recomendado pelos seguintes motivos:

– É contrário a própria natureza do sexo;

– Você estará desrespeitando sua parceira;

– Você criará de forma inconsciente um condicionamento mental de que sexo é igual a algo desestimulante;

– Tirar o foco do sexo não vai ajudá-lo a obter o controle da ejaculação, pois é preciso conhecer as causas e os mecanismos que impulsionam a ejaculação.

2. MASTURBAÇÃO

Para os sexólogos, a masturbação é uma prática íntima que possibilita o indivíduo de conhecer melhor seu corpo e seus impulsos. É uma maneira saudável de explorar sua sexualidade e descobrir os sinais de prazer que o corpo emite.

Até este ponto não há nada de errado. Só se você tiver alguma convicção religiosa ou filosófica sobre a masturbação. E eu respeito e compreendo este seu posicionamento.

Mas, a questão central deste tópico é analisar a masturbação como uma técnica que ajuda no controle da ejaculação, e nós veremos logo em seguida, que este método também é falho.

Quando nós passamos um longo período sem nos relacionarmos sexualmente, nossa programação original fará com que nossa ejaculação seja mais rápida, pois é necessário garantir a perpetuação da espécie. Se você passa um tempo sem fazer sexo, se masturba e depois parte para a relação sexual, é possível que no ato sexual você demore um pouco mais (porém isso não é uma regra geral).

A masturbação exigirá um esforço físico de sua parte e ocasionará um pequeno desgaste, assim como qualquer atividade física. Então, podemos dizer que você já parte para o sexo, tendo jogado os 45 minutos do primeiro tempo. Sua disposição será menor, e isso pode contribuir para que sua ejaculação seja até mais rápida do que você gostaria.

Além disso, a masturbação em si não desenvolve as competências necessárias para controlar a ejaculação precoce. Essa técnica só deixará você mais cansado e com pouca ou nenhuma vantagem na hora do sexo.

3. RETARDANTES

Já tratamos neste post com maior detalhes sobre os retardantes. Contudo, nunca é demais enfatizar outros aspectos a respeito de uma mesma técnica. Os preservativos, cremes e sprays retardantes são eficazes em certa medida para ajudá-lo a demorar a ejacular. E DEMORAR a ejacular é totalmente diferente de CONTROLAR a ejaculação.

Os retardantes vão diminuir a sensibilidade do pênis, em consequência disso seu corpo perceberá menos os estímulos do sexo, logo a ejaculação tende a retardar (afinal, essa é a proposta dos retardantes), mas em um determinado momento a ejaculação vem, e nem sempre será no momento que você deseja, até por que você ainda não aprendeu a controlar este processo.

Essa técnica criar uma falsa impressão de progresso, mas possui alguns “probleminhas”:

– Se você passar o retardante no pênis e for se relacionar sem preservativo, sua parceira também perderá a sensibilidade, e aquela proposta de você proporcionar prazer para ela irá por água abaixo;

– No momento do sexo todos desejam uma única coisa, sentir prazer. E o retardante retira o principal ingrediente do sexo. Logo, seu prazer será menor e o sexo nunca será um ato completo e natural, como deve ser.

– Por último, utilizar os retardantes condicionará você e seu corpo a utilizar esse paliativo. Você vai acabar “viciando” seu corpo com essa substância, mas controlar a ejaculação que é bom nada… E uma hora, o problema emerge com mais força, só que desta vez, o retardante já não é uma boa opção. Então, o que fazer?

Para evitar estas técnicas, que drenam seu tempo e comprometem sua relação sexual, nós recomendamos este método que tem auxiliado homens a controlar com eficácia e de maneira definitiva a ejaculação. Confira! 

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *